segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Deu na Imprensa

DEU NA IMPRENSA: ABEL NETO VAI TER QUE EXPLICAR AO MPE FALTA DE INVESTIMENTOS EM ESCOLAS


Na próxima quarta-feira, 05 de agosto, Abel Neto, secretário de educação da cidade de São Gonçalo do Amarante, RN, terá que comparecer na comarca do Ministério Público Estadual para explicar a falta de investimentos na melhoria da infraestrutura de escolas públicas.

A audiência foi determinada pelo MPE, depois de vistoriar escolas e abrir 50 inquéritos para apurar diversas irregularidades pela administração do prefeito Jaime Calado.  O MPE quer ainda que seja elaborado um plano de reformas das escolas.

Para instaurar o inquérito, Rosane Cristina Pessoa Moreno, promotora de Justiça, se fundamentou na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei n. 9394/96), que define e regulariza o sistema de educação brasileiro e reafirma o direito à educação, garantido pela Constituição Federal. A Lei estabelece os princípios da educação e os deveres do Estado em relação à educação escolar pública, definindo as responsabilidades, em regime de colaboração, entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios.

A promotoria de Justiça também se embasa no artigo 205 da Constituição Federal onde está estabelecido que “A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”.

O FalaRN.com revelou este ano que ao menos 19 escolas da rede pública estavam sem os recursos para compra da merenda escolar. O motivo: irregularidades na prestação de contas e erros na contabilidade fizeram o Ministério da Fazenda bloquear os repasses.

Com isso crianças em idade escolar tiveram aulas suspensas, ou deixaram de frenquentar a escola já que não tinha comida. Mas não é de hoje que a situação da educação municipal se agrava.

Vereadores de oposição já revelaram o sucateamento de escolas. Há instituições de ensino com teto caindo aos pedaços, infiltrações, telhado, janelas e portas quebradas, banheiros sem condições de funcionamento e instalações precárias.

São Gonçalo do Amarante recebeu no ano passado mais de R$ 5 milhões para investir na educação básica, melhoria da infraestrutura, valorização dos profissionais.

Os problemas na Educação vão além dos graves problemas estruturais nas instituições de ensino. Esta semana os servidores da área  aprovaram indicativo de greve para o dia 29 de julho. Eles reivindicam pagamento do piso salarial dos professores, implantação imediata do 1/3 da hora-atividade da categoria (há mais de 1 ano o assunto está pendente e a prefeitura não aponta uma solução), a convocação dos concursados aprovados em 2011, o descongelamento de promoções como licenças-prêmio, quinquênios e mudança de nível, além de mais agilidade nos processos de aposentadoria.

O Ministério Público Federal do Rio Grande do Norte (MPF) também apura suposto superfaturamento no fornecimento da merenda escolar no município de São Gonçalo do Amarante. A investigação segue em segredo de justiça.


Fonte: Fala RN

Cargos Comissionados

PREFEITURA NÃO TEM DINHEIRO PARA INVESTIR EM SAÚDE E EDUCAÇÃO, MAS QUER GASTAR 3,5 MILHÕES CONTRATANDO MAIS DE 100 NOVOS CARGOS COMISSIONADOS

Participe da audiência pública desta quarta-feira, 5 de agosto, às 8h, na Câmara Municipal e nos ajude a barrar esse absurdo!



Você sabia que o bem-estar da população não é prioridade para a prefeitura de São Gonçalo do Amarante? É isso mesmo! Apesar das propagandas caríssimas que a prefeitura transmite na televisão, no rádio e nos carros de som, a situação dos serviços públicos em São Gonçalo é CAÓTICA e a culpa é da prefeitura, que não investe em educação, saúde ou segurança.

A prefeitura alega que falta dinheiro para investir nessas áreas essenciais para a população, mas quer criar mais de 100 novos cargos comissionados, que vão gerar um gasto de R$ 3,5 milhões de Reais para os cofres públicos. E sabe de onde virá esse dinheiro? Do nosso bolso!

Enquanto isso, São Gonçalo ainda não tem um hospital municipal e a prefeitura recusou a criação de uma UPA, mesmo com dinheiro disponível do Governo Federal. A prefeitura deixou de pagar a insalubridade dos agentes de saúde, não quer implantar o plano de cargos dos servidores municipais e nem o 1/3 da hora-atividade dos professores, sem falar na correção salarial dos servidores da Educação, que acabaram entrando em greve porque não têm condições de trabalhar.

E com todos esses problemas a prefeitura ainda quer aprovar esse projeto absurdo criando mais de 100 cargos comissionados? A quem esses cargos irão beneficiar? Certamente não beneficiará a população. Quem precisa ser valorizado é o servidor público. Este sim deve ser valorizado para servir ainda melhor à população. Nos apoie nessa luta! Diga não aos cargos comissionados! Não aceite CALADO!

AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE OS NOVOS CARGOS COMISSIONADOS

QUARTA-FEIRA, 5 DE AGOSTO, ÀS 8H, NA CÂMARA MUNICIPAL DE SGA

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Pauta de Reivindicações

CONFIRA A PAUTA DE REIVINDICAÇÕES COMPLETA DOS SERVIDORES DA EDUCAÇÃO EM GREVE

· Eleição direta para diretores de escola;
· Reajuste salarial de 33% para todos os trabalhadores em educação;
·Correção salarial dos professores de nível superior;
·Cronograma de reforma das escolas;
·Cronograma de mudanças de letras, quinquênios e licenças prêmios;
·Aposentadoria (IPREV);
·Efetivação dos terceirizados nas escolas;
·Guarda Municipal nas escolas;
·Insalubridade para o pessoal de apoio;
·Cumprimento do PCCS dos professores e servidores;
·Reforma e manutenção das escolas;
·Fardamento para todos os alunos;
·Pagamento da UVA
·Convocação dos professores para o cumprimento de 1/3 da carga horária garantida na lei federal;
·Material pedagógico;
·Vale transporte;

·EPI para os funcionários;

Deu na Imprensa

GREVE DOS SERVIDORES DA EDUCAÇÃO É DESTAQUE NO PORTAL FALARN

Confira na íntegra a matéria produzida pelo portal de notícias FALARN sobre a greve da Educação que começa nesta sexta-feira, 31 de julho:


GREVE: sindicato da educação diz que Jaime Calado tirou 30% dos salários

Começa nesta sexta-feira, 31, a greve dos trabalhadores em educação de São Gonçalo do Amarante, RN. A categoria tenta um diálogo com o prefeito Jaime Calado, e o secretário de educação, Abel Neto, desde o inicio do ano, mas não tiveram avanços nas negociações.

No começo do ano letivo estouraram denuncias de escolas caindo os pedaços na zona rural e urbana, crianças sem refeito e tendo que procurar local para fazer as refeições, infiltrações, paredes e janelas caindo, teto com infiltrações e telhas quebradas, sem falar dos inúmeros inquéritos civil impetrados pelo Ministério Público Estadual.

O cenário da educação da cidade é caótico. Existem escolas que onde o ano letivo já está comprometido em razão da falta de professores.

O sindicato dos trabalhadores em educação publicou edital nesta quarta-feira, 29, onde informa o inicio da greve por tempo indeterminado.

“Não vamos ficar dentro das escolas fazendo de conta que a educação funciona”, disse Socorro Alves, presidente do sindicato na cidade.

O piso salarial dos professores é um dos piores do Brasil, o município paga apenas o salário base.

“Aqui em São Gonçalo do Amarante desde que o prefeito entrou no PR vem atacando rebaixando os direitos da classe trabalhadora. É o único município que professor que tem nível médio e que tem nível superior ganham o mesmo salário”, disse a sindicalista.

De acordo com o sindicato a categoria acumula perdas salariais de 30%. “Não vamos trabalhar nas condições que estamos. Temos que ter nossas escolas reformadas. Nossos alunos [estão] sem ter que comer no chão por falta de refeitório.

Socorro lembra que os ataques aos trabalhos de todo país são frequentes. Segundo ela, “os trabalhadores perderam o PIS que será pago só ano que vem, as licenças foram cortadas. Existe lei tramitando para reduzir salários. Todo governo que entra é para atacar a classe trabalhadora. Enquanto isso, aumenta o custo de vida e a inflação”.

PAUTA DOS GREVISTAS:

1) 1/3 da carga horária dos profissionais do magistério dedicada às horas de atividades extra sala de aula.

2) Reajuste salarial para todos os professores.

3) PCCS dos servidores e professores.

4) Pagamento da UVA.

5) Cumprimento dos índices dos reajustes dos anos de 2010, 2011 e 2012 para o nível superior do piso salarial dos professores.

6) Insalubridade do pessoal de apoio.

7) Convocação do pessoal que passou no concurso público.

8) Eleição para diretores.

9) Vale transporte.

10) reforma e manutenção das escolas.

11) Fardamento escolar.

12) Merenda escolar.

13) EPI para funcionários.

14) IPREV.

15) Descongelamento das promoções horizontais, quinquênios e licenças prêmios.

Fonte: Fala RN

Calendário da GREVE

ATENÇÃO PARA O CALENDÁRIO DA GREVE DA EDUCAÇÃO DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE


Assembleia aprova GREVE

SERVIDORES DA EDUCAÇÃO DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE INICIAM GREVE NESTA SEXTA-FEIRA, 31 DE JULHO

Greve foi aprovada em assembleia desta quarta-feira, 29, que terminou com ato público no Gancho de Igapó


Os servidores da Educação de São Gonçalo do Amarante darão início à greve da categoria nesta sexta-feira, 31 de julho. A greve foi aprovada em assembleia da tarde desta quarta-feira, 29 de julho. Logo após a assembleia, os servidores sairam em passeata pelo bairro do Amarante até o trecho conhecido como Gancho de Igapó, onde fizeram um ato de denúncias contra a prefeitura de São Gonçalo.

A assembleia também aprovou a formação de um comando de greve. Quem desejar particpar do comando deve informar ao sindicato (pelo Facebook ou por telefone) nome, telefone e disponibilidade de horários.

O Sinte-RN, núcleo de São Gonçalo, também colocará um carro desom para rodar no município informando à população sobre a greve e uma comissão de servidores irá aos principais veículos de comunicação de Natal e São Gonçalo para conversar com a imprensa sobre a greve e tentar divulgar o movimento. Também faremos faixas e atos nos bairros de São Gonçalo, em frente às principais escolas do município.

A próxima assembleia da categoria, para avaliar os primeiros dias de greve, acontecerá no dia 06/08, às 8h, no Clube dos Correios.

Divulgaremos o calendário da greve constantemente em nosso blog e Facebook. Fiquem atentos e participem dos nossos movimentos. Quem cosntrói a greve são os trabalhadores. É hora de fortalecer nossa categoria e lutar por nossos direitos!

ATENÇÃO PARA O CALENDÁRIO DA GREVE:

30 e 31/07 | Todos os servidores da Educação nas escolas em que são lotados, mobilizando pais e alunos para a greve.

31/07 | 14h | Local: Escola Municipal Maria de Lourdes de Souza, no povoado de Bela Vista
Reunião com os pais sobre a greve

03/08 - Comando de greve das escolas e solicitação de audiência com prefeito e secretário municipal de Educação para às 14h, ainda na segunda. 

04/08 | 14h | Local: Escola Municipal Dom Joaquim de Almeida
Ato em frente à escola - Esse será o primeiro ato nos bairros de SGA

05/08 | 8h | Local: Câmara Municipal de São Gonçalo
Audiência pública sobre os 110 novos cargos comissionados que a prefeitura quer aprovar. Vamos lutar e exigir que os vereadores vetem essa proposta absurda!

06/08 | 8h | Local: Clube dos Correios

Assembleia da Greve dos Servidores da Educação de SGA

Veja mais fotos do ato desta quarta:










quarta-feira, 22 de julho de 2015

Indicativo de Greve

SERVIDORES DA EDUCAÇÃO DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE APROVAM INDICATIVO DE GREVE


Os servidores da Educação de São Gonçalo do Amarante aprovaram na tarde desta terça-feira, 21 de julho, um indicativo de greve, que deverá ter início na próxima terça-feira, 29 de julho.

Mais duas assembleias serão realizadas na semana que vem para consolidar a greve, uma no dia 28 de julho, às 8h; e a outra na quarta-feira, dia 29, ambas no Clube dos Correios (Amarante).

Após a assembleia do dia 29, no fim da tarde, os grevistas sairão em caminhada de protesto pelo bairro do Amarante, seguindo em direção ao trecho conhecido como Gancho de Igapó.


Os servidores da educação de São Gonçalo reivindicam a implantação imediata do 1/3 da hora-atividade da categoria (há mais de 1 ano o assunto está pendente e a prefeitura não aponta uma solução), a convocação dos concursados aprovados em 2011, o descongelamento de promoções como licenças-prêmio, quinquênios e mudança de nível, além de mais agilidade nos processos de aposentadoria. A categoria também reivindica melhorias nas condições de trabalho e nas escolas, que continuam com graves problemas estruturais.

Prestação de contas

SINDSAÚDE-RN NÚCLEO DE SÃO GONÇALO DIVULGA PRESTAÇÃO DE CONTAS DOS MESES DE MAIO E JUNHO. CONFIRA:



Greve da Saúde Estadual

APÓS AUDIÊNCIA FRUSTRADA, SERVIDORES DA SAÚDE ESTADUAL DECIDEM ACAMPAR NA GOVERNADORIA


Os servidores da saúde do Rio Grande do Norte iniciaram uma ocupação na sede do governo do estado, na noite desta segunda (20). A decisão foi tomada após uma audiência com representantes do governo, que negou reajuste e a revisão do Plano de Cargo. Parte dos servidores está há cinco anos com o salário-base congelado e o Sindsaúde (Sindicato dos Servidores em Saúde do RN) reivindica reajustes de 27%, para os servidores dos hospitais, a 61%, para os municipalizados. O governo estadual afirma que os gastos com a folha de pessoal estão acima do limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Os servidores decidiram permanecer ocupando o prédio e reivindicam uma audiência com o governador Robinson Faria (PSD), que no momento recebia o ministro da Pesca, Helder Barbalho. Na manhã desta terça-feira, às 09h, os servidores farão um ato público, quando receberão o apoio de outras categorias em greve, como os servidores da saúde de Natal e professores e técnicos da UERN (Universidade Estadual do RN) e da UFRN (Universidade Federal do RN) e de centrais como a CSP-Conlutas.

Quarenta dias de greve

Os servidores da saúde estadual iniciaram a greve no dia 11 de junho. O salário da rede estadual é o menor, comparando com os da saúde federal e até de alguns municípios. Um técnico de enfermagem iniciando no estado recebe R$ 946 de salário-base. Um profissional do nível elementar recebe um salário-base de R$ 756,20, abaixo do salário mínimo. O salário é complementado com gratificações, que variam de R$ 134,00 a R$ 195,00.

A greve denuncia ainda a sobrecarga de trabalho, agravada pelo déficit de 3.500 servidores, e pela crise nos principais hospitais, que convivem com pacientes nos corredores. Levantamento feito pelo Sindsaúde nesta segunda-feira, em quatro hospitais, identificou 171 pacientes em macas, sendo 114 nos corredores.



“Sempre escutamos a justificativa da Lei de Responsabilidade Fiscal. O resultado é que o estado está perdendo a sua força de trabalho, pois ninguém agüenta trabalhar nestas condições e ainda ganhando tão mal. A saúde perde 83 profissionais por mês e já estamos pagando pela crise”, afirma Simone Dutra, coordenadora-geral do Sindsaúde-RN e enfermeira do Hospital Santa Catarina.

Fonte: Sindsaúde-RN Estadual

Veja mais fotos:




terça-feira, 14 de julho de 2015

Leia o Boletim da Educação

SINTE-RN NÚCLEO DE SÃO GONÇALO PUBLICA NOVA EDIÇÃO DO LIÇÃO DE CLASSE, SEU BOLETIM INFORMATIVO

O Sinte-RN núcleo de São Gonçalo do Amarante lançou esta semana o novo número do seu boletim informativo, o Lição de Classe. O sindicato está distribuindo o material nas escolas, durante sua campanha de mobilização para discutir o indicativo de greve, que será votado no próximo dia 21 de julho, às 14h, no Clube dos Correios, durante assembleia da categoria.

Esse é justamente o assunto de capa do informativo, que traz ainda uma matéria explicando o porquê da continuidade da luta pelo 1/3 da hora-atividade e também d aluta pela convocação dos concursados. Na página três denunciamos o descaso da prefeitura até com o pagamento de estagiários e duplas jornadas, que ficaram meses sem receber.

O boletim também traz imagens do triste retrato do sucateamento das escolas, com alunos merendando no chão e câmeras violando a privacidade de professores e estudantes em sala de aula.

Confira o boletim na íntegra aqui embaixo:


Assembleia da Educação - Indicativo de Greve

SERVIDORES DA EDUCAÇÃO DE SÃO GONÇALO INICIAM MOBILIZAÇÃO PARA DISCUTIR INDICATIVO DE GREVE


Os servidores da Educação de São Gonçalo do Amarante deram início a mobilização para discutir o indicativo de greve, que pode ser aprovado no próximo dia 21 de julho (terça-feira), durante assembleia da categoria, que ocorrerá às 14h, no Clube dos Correios.

Uma nota de carro de som está circulando pelo município, esclarecendo à população os motivos que podem levar os servidores à uma greve. A falta de professores, a não convocação dos concursados, a estrutura precária das escolas, a falta de segurança e a desvalorização dos servidores (com salários defasados e promoções congeladas) são os temas presentes na nota.

O Sinte-RN núcleo de São Gonçalo também preparou um boletim especial convocando a categoria à lutar, expondo os problemas da rede municipal de ensino, principalmente à luta dos servidores pela implantação do 1/3 da hora-atividade fora da sala de aula. Desde 2014 essa luta se intensificou e a prefeitura tem negado esse direito, que obrigatoriamente também se relaciona com a luta dos concursados.

Vamos todos à assembleia do dia 21 para aprovar o indicativo de greve!

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Arraiá dos Arretados 2015

SINTE-RN E SINDSAÚDE-RN, NÚCLEOS DE SÃO GONÇALO, REALIZAM O 6º ARRAIÁ DOS ARRETADOS

A noite de sexta-feira, 3 de julho, foi especial para os servidores da saúde e da educação de São Gonçalo do Amarante, que se divertiram ao som de muito forró pé de serra durante o 6º Arraiá dos Arretados. A tradicional festa junina dos servidores é promovida anualmente pelos Sindicatos da Saúde (Sindsaúde-RN) e da Educação (Sinte-RN), núcleos de São Gonçalo do Amarante.

Neste ano, a festa aconteceu no Clube dos Correios, no Amarante, e contou com um trio de forró pé de serra, comidas típicas, salgadinhos e espetinhos para os associados e convidados. Também tivemos bebidas sendo vendidas a preço de custo. Cada sindicato sorteou um balaio com produtos juninos e, no final, a companheira Socorro Ribeiro, dirigente do Sinte-RN núcleo de SGA, foi quem puxou a quadrilha esse ano, colocando todo mundo para dançar!


Ficamos felizes com o número de pessoas na festa e com os comentários positivos de vocês. Esperamos que nosso arraiá seja ainda maior em 2016! E a luta continua, servidores!

Confira as fotos do evento: